27 maio 2011

Pérolas da noite

0recados
Jovem noite, ambiciosa
clama feliz por teu sorriso;
Dos teus lábios, descobre o segredo
que esconde o teu coração maciço

Numa noite de lua cheia,
melodias e perfumes rondam o meu silêncio,
a procura de uma voz doce
que acalme o meu viver solitário

Porque só em ti descubro
as maravilhas que a vida traz?
Vou, então, atrás desse poema
que apenas tu me satisfaz...

22 maio 2011

Palavras usadas

0recados
                    "Peço-te que me dê seu perdão, ainda que não aceites minhas desculpas. Perdão por todas as coisas feitas, as coisas ditas, as não-ditas e mais ainda pelas ações impensadas. Perdão pelas pequenas coisas descuidadas, as insanidades, as loucuras, até mesmo as dores e agonias que em ti causei. É perceptível em mim tais dores, silenciosas e permanentes. Perdão por meu ser errôneo, figurativo e enfadonho. Totalizo em mim uma pessoa sem graça e embaraçada. Eu sei ainda caber e ainda existir essa grande força de que tenho certeza ser a nossa união em meu coração. Acredito nesse pequeno grande ponto que é nossa amizade, acredito em mim e você juntos como uma força sem igual, de constante renovação, mas inabalável sempre, sem cansar das coisas como são ou de você, como ser, sem importar essa distância tão presente. Essas lágrimas do meu perdão, que choro junto aos teus pés, se não te serves, peço que perdoe-me se elas são apenas lágrimas fúteis. Eu não fiz por mal, só espero o teu perdão."

Turbulência

0recados
              Estranho é falar de um sentimento desse. Uma estrada ligeiramente fechada, uma ladeira de pedras cortantes e um muro de plantas espinhosas para alcançar ao céu. Vou atrás das estrelas, tentando mantê-las junto a mim. Percebo correr demais atrás de uma vida e esquecer que um novo dia nasce logo amanhã, logo no próximo minuto. A longa noite que se forma no horizonte, de calmaria e calor, se aproxima cada vez mais do meu olhar: olho a lua com apenas um desejo nos lábios. Vejo-a de tal maneira formosa que me remeto a pensar em perfeição ou apenas mera ilusão. Não vi fazer sentido quando olhei para trás; o meu presente está mais vivo do que eu possa um dia imaginar.

19 maio 2011

1 recados

A esperança tornou-se um pequeno momento de paz.

15 maio 2011

Céu e inferno

0recados
Pego a mim refletindo sobre um ser diferente, um ser em chamas, experimentando um novo rumo de incertezas. Nessas indas e vindas, fui e voltei sem sacrifício; apenas voltei com um leve vestígio de guerra. Um caminho exigente, que pediu-me força e autocontrole, onde pisei fundo e caí no primeiro passo. Sim, eu caí. Caí por não aguentar a travessia de... loucuras, talvez. Eu subestimei o caos e o paraíso. Mas num erro simples, me vi confusa e perdida. Eu vi a mim como eu realmente era.

Calado coração

0recados

Recebo-te de mãos vazias, braços abertos e noite fria. Coração machucado, desarmado, que explode sem limite, sem razão. Dia lindo, mas céu nublado, minha alma foge pelas minhas mãos; corro atrás dessa minha alma alada e desolada. Um sorriso um tanto quanto antiquado jaz em minha face pálida de amor. Espero - tenho esperança -, mas esse tal muro que me ronda nunca cairá.

Dias inquietos

0recados
Esses teus olhos, os teus olhos meus dias iluminam, luz dos raios de sol. Dias de sossego sem razão, dias inquietos, dias repletos de anjos. Uns dias nunca antes apresentado. És o fogo para me aquecer e não me encontro em nenhum lugar a não ser em teus braços. Para que correr? Estou junto a ti que, de forma tão rica, não esconde impulsos por mim. Porque vieram, lágrimas de cunho aberto, que sobre mim resplandece uma face sem amor, sem desejo, sem carinho?

13 maio 2011

Encanto

0recados

Uma canção boa de cantar

sem uma nota a me agradar
Um coração cheio de espinhos
um céu sem nuvem e azul marinho

Um dia, eu chego feita

até que a maré me desenfeita
A maré que me leva embora
é a mesma que me traz aqui e agora

Feliz como um passarinho

vou atrás das músicas a assobiar
Feliz, como eu diria:
agora a vida fantasia!

06 maio 2011

Pouco e nada

0recados
Nada é mais suportável que a mim mesma. Como diante de um olhar eu me perco, e no leve pesar de um vento eu corro a pessoa mais feliz do mundo? É como eu enxergo o mundo. Desfiguro-me completamente. Mas ninguém me disse para calar o coração. Mesmo se eu pedisse desculpas, nada consertaria o fardo de minh'alma calada em apuros.

Corações apaixonados

0recados

Esses dias em que tudo dá errado, dias preto-e-branco, jogado às faces tristes do vento. A chave de um coração é perdida e os sentimentos se desesperam. Tudo é um perfeito desgosto. Desgosto? A vida só desaprova. O mundo nem se abala. Grita plena liberdade e tu, prisão eterna. Chove e chove... só chove e chove. Três segundos já não são os mesmos três mundos, mas a vida continua; não melhora, não piora. Padrões atrás de padrões, perdões sem refrões. Mundos perdidos.

02 maio 2011

0recados

 
Surpreenda todos aqueles que não acreditaram em você.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

(Re)inventando © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates