17 setembro 2017

Confissões de um alguém em conflito

0recados
Hoje é um daqueles dias, o qual é muito difícil ser eu. É difícil conviver com esse alguém que eu chamo de eu. Existe alguma coisa dentro desse eu que me demanda muita força para aguentar viver. É um eu em eterno conflito, sem saber o porquê. 

Meus defeitos me alcançam antes de mim; meu problema de duvidar de mim mesma sempre, de não encontrar em mim mesma a força para confiar suficiente meus conflitos para um alguém, que não importa quem, só um alguém. Permito-me afastar-me das pessoas sem que haja qualquer motivo aparente; para meu eu, é um motivo gigante, que me faz extrapolar as amarras da tristeza. Fica tudo bem barulhento aqui dentro, gritando como se querendo sair, mas sem força suficiente para se tornar real de verdade. Mas não se apaga e nem se esquece, só fica latente, sem encontrar uma saída. 

Procura-se incesamente a verdade por trás dessa mente que me sabota todos os dias. 


"Excluída,
calada,
séria,
triste,
acumuladora de sentimentos e fatos,
preocupada,
carinhosa
- Conflituosa, diariamente chorosa".

22 junho 2017

Sentimentos

0recados
                         É a pior sensação do mundo essa que nos faz sentir os menores do mundo. "Faz sentir" porque talvez no fundo eu saiba que não seja verdade ou talvez até seja, mas eu prefiro escutar a voz baixinha que tenta me convencer do contrário. Faz-me sentir menos importante... ou não importante o suficiente tanto quanto outros. Faz eu me sentir insegura do que um dia já tive uma leve certeza (ou, ao menos, achei que tivesse). Faz o coração apertar ao menor sinal de indiferença, proposital ou não. Marcas profundas em mim que, nem sei como, eu consigo sobreviver todos os dias. Que me fazem também invejar qualquer mero sinal de que um outro alguém talvez faça mais diferença que eu. A dor de cabeça já palpita eternamente na cabeça, resultado de uma profusão de sentimentos que vieram à tona em forma de lágrimas.

22 março 2017

Carta aberta

0recados
Já tem um tempo que eu queria dizer umas coisas... Demorei por não saber ao certo como falar; não por não saber o que eu sinto nem por medo, mas porque não sabia o jeito mais certo de o retratar. Palavras quase sempre não são suficientes; infelizmente, são tudo aquilo que posso te dar. Queria te dizer que tu me fazes muito feliz, ainda que não possa te demonstrar, com cada simples sorriso teu, cada careta feia, cada piada que, sim, tem muita graça, sim, ainda que o contrário digam; esse nosso amor leve e puro que me completa de uma forma que nunca pensei que pudesse conseguir alguma vez na vida e me faz pensar o quão incompleto deve ser o coração daqueles que nunca puderam encontrar o seu par, ainda que não saibam ou não precisem disso; tão leve que me faz esquecer o resto do mundo, tão puro quanto teu cheiro.

Queria dizer que estou aprendendo contigo a viver uma vida incrível, mesmo em tão pouco tempo, de uma forma inacreditavelmente divertida; não consigo nem mesmo dizer o quão sincera são as minhas gargalhadas, de tão forte que elas se apoderam de mim; esse amor bobo, que faz de mim mais criança que já sou; deixa-me desnorteada, doidinha, estupidamente sorridente, pensando nas besteiras ditas por ti; pego-me fazendo ataques de cócegas malucas e de beijinhos por um sorriso teu; mas também esse amor louco, que perfaz todo o meu corpo, centímetro por centímetro, e mexe com meu ser em chamas. Teu beijo me descontrola; faz de mim insana por uma vontade de te ter e me faz clamar por um simples toque teu.

Queria dizer que teu abraço me alivia as dores da alma, da consciência e do coração pesado. Aquece meu corpo por inteiro, desembaraça meus problemas e acode meus pensamentos. Teu toque me enrubesce o rosto; não consigo demonstrar o quanto ele me arrepia a espinha e todos os nervos do meu corpo, e dá-me o famoso frio na barriga. Teu carinho é comparável a nenhuma sensação desse mundo. Eu conto os dias para te ver de novo, penso em ti a todo instante; viro adolescente mais uma vez. Nossas noites são, além de únicas, mágicas; nossas conversas me fazem sempre querer mais. Saudade eu tenho sim... e essa saudade só aumenta, só me fortifica, a ponto de me fazer te querer mais cada dia que passa ao meu lado. 

Esse amor me convence de uma coisa: se o verdadeiro sentimento existe, ele tem nome e sobrenome. Essa emoção só me faz perceber o quanto tu és especial e tu me faz sentir da mesma forma, que me pego rindo sozinha com uma lembrança de uma frase dita; um 'eu te amo' que se apoderou da minha mente para nunca mais sair. Toda palavra tua fica marcada profundamente em mim; cada olhar teu me vislumbra e me descobre por completo. Talvez tu nunca entenda o porque de eu ter dito tudo isso, mas o coração falou mais alto para mim hoje...

...falou para mim que tu és aquele que eu quero para mim.

16 fevereiro 2017

Um amor

0recados
Procuro um sorriso certo
nas curvas incertas da minha vida;
Por um alguém que me conforte
nos dias inquietos de despedida

Procuro um amor de ventania
que sopra em meu rosto a felicidade de um novo dia;
Um carinho recíproco entre amantes,
que me diz verdades a todo instante

Espero um amor de sorriso certo,
que levará embora meus dias inquietos,
minhas despedidas
e as curvas incertas da minha vida



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

(Re)inventando © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates