14 abril 2012

Floresta negra

“Não existe sentimento mais complicado que esse. Complicado de sentir, complicado de entender. São como os dias em que o sol não nasce. São dias cinzas, sentimentais e sem valor. Há pedras no caminho, abismos, poços sem fim e a escuridão cega os olhos. Longos esforços nada valem, nada rende, tudo se esgota rapidamente. Dentro pesa tudo; pesa cada gota da chuva, pesa cada sorriso. Pesa também os olhos lacrimosos e negros que olham do espelho. Lá fora, ramos sem vida, flores sem brilho. Um sentimento essencialmente dominante, que não perdoa nem mesmo o mais leve suspiro de vida. O amor dói; a alma, antes tão límpida, tão branca, corrói; o sorriso é tão falso quanto querem que o seja, apenas para mostrar que está tudo bem, quando não está. Não existem vontades; todas elas sumiram, e levaram junto tudo que puderam. A empolgação sumiu, não existe mais o frio na barriga que costumava existir ao esperar por algo que traria uma alegria. Tem horas que até o vento vai embora; desvia-se desse muro frio e repugnante e permanece longe por tempos. Então, é constante o medo de ser feliz. Toda vez que aparece, é inevitável. Algo sempre tem que acontecer para mexer com ela. E quando não acontece, a consciência se encarrega disso. A palavra certa é dependência. Felicidade não muda ninguém; ela apenas ilude. É sempre um banco vazio na praça.”

Prisonic_fairytale_by_WiciaQ_large

1 recados:

sophie disse...

http://www.facebook.com/photo.php?fbid=382888585089054&set=a.382786995099213.91159.264167150294532&type=3&permPage=1 mete gosto sfv e ajuda-me a ganhar!:)

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

(Re)inventando © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates